Pesquise no blog

Visitantes Corais

sábado, 29 de outubro de 2016

Resumo da reunião entre o presidente Alírio e influenciadores das mídias digitais



Foi uma conversa longa, mais de cinco horas discutindo questões referentes ao difícil ano que se encerra e o futuro do Santa Cruz. Alírio começou o papo com um breve histórico do caminho que ele percorreu até chegar à presidência do clube. Nesse papo introdutório ele destacou a ligação da sua família com o clube, citando o seu avô que jogou no Santa na década de 30, e sua chegada ao Conselho Deliberativo no final da década de 90. Entre os destaques nessa narrativa inicial do Presidente e da longa conversa, destacamos os seguintes pontos:

1 – O apoio jurídico prestado ao clube a partir de 2013 que, inclusive, conseguiu reduzir um passivo de 70 milhões para 45 milhões através de uma auditoria que conseguiu enxugar a dívida. Esse apoio jurídico conseguiu também evitar três leilões ligados a dívidas do clube.
2 – No que se a Penalty Alírio reconheceu que a gestão dele, inicialmente, cometeu erros amadores assinando contratos que deixaram a fornecedora livre de vários compromissos imprescindíveis para uma parceria produtiva.  Segundo ele o destrato com a Penalty seria difícil porque a multa rescisória gira em torno de três milhões de reais.

3 – O caso Keno: a negociação para a compra dos direitos federativos do jogador foi conduzida de maneira correta, segundo Alírio. Cabia ao Santa Cruz, para concretizar a negociação pagar um milhão e duzentos mil reais. O contrato foi assinado mas o clube não conseguiu levantar fundos e honrou , apenas, uma parcela de duzentos mil reais. O contrato foi cancelado devido ao não pagamento e o Santa Cruz teve que liberar o jogador.

4 – Caso Raniel: Alírio destacou o trabalho de recuperação que o clube fez com o jogador contando, inclusive, com a participação ativa da Dra Fernanda, esposa do presidente. Segundo ele o processo movido por Raniel logo após ter voltado a jogar foi uma das maiores decepções que ele teve na presidência do clube. A negociação com o Cruzeiro foi a única saída para que o jogador ganhasse cancha e o Santa recebesse atletas do clube mineiro.

5 – Timemania: Alírio deixou claro que a Timemania é importantíssima para o Santa Cruz. Com o dinheiro arrecadado com a loteria, o clube paga FGTS, Tributos Federais e INSS.

6 – Reeleição: Alírio disse que não se arrepende de ter assumido a presidência do clube mas não será candidato a reeleição.

7 – Dryworld: Alírio afirmou que a fornecedora procurou o Santa Cruz e afirmou que queria iniciar uma parceria. Ocorreram vários encontros e um contrato foi formulado. A empresa canadense levou o contrato para assinar e durante esse processo os problemas começaram a surgir nos outros clubes com os quais a mesma parceria havia sido firmado. Diante disso a Dryworld desistiu da parceria com o Santa Cruz.

8 – Diretoria de Comunicação: várias questões foram levantadas entre elas a publicação da quantidade irrisória de ingressos vendidos. Segundo muitos esse fato ridicularizou o clube na web. Inácio França, um dos integrantes da diretoria, rechaçou essa informação e afirmou que publicações desse tipo voltariam a acontecer. A Diretoria de Comunicação do clube entende que os modelos tradicionais, engessados, de lidar com a informação devem ser quebrados.

Várias outras questões foram levantadas e discutidas e sugestões dos torcedores foram anotadas. A intenção do clube, segundo Alírio, é fazer com que encontros como esse de hoje tornem-se frequentes.  

0 comentários:

Postar um comentário

Todos os comentários passam por moderação e serão ou não publicados de acordo com a avaliação do moderador.