Pesquise no blog

Visitantes Corais

segunda-feira, 13 de junho de 2016

"Cão", o primeiro roupeiro do Santa Cruz

Severino José do Nascimento, o "Cão", foi uma figura folclórica e emblemática da história do Santa Cruz. Nascido no Recife, era neto de escravos e perambulava pelo centro da cidade desde muito pequeno. Com apenas onze anos testemunhou, no Pátio de Santa Cruz, o nascimento do Gigante Coral. Era amigo de todos os fundadores do Santa, sobretudo de João Barbalho, de quem era mais próximo. Acompanhou o clube durante toda a sua juventude sempre vislumbrando um futuro de grandes conquistas. Quando o Santa Cruz se transferiu da Rua São Miguel (Bairro de Afogados) para a Avenida Beberibe, ele já era homem feito mas vivia, ainda, com muita dificuldade. Exatamente por isso ia todos os finais de semana limpar o mato do terreno onde seria erguido o Colosso do Arruda. Por esse serviço recebia comida e, por vezes, algum dinheiro. "Cão" era alvo de piadas dos transeuntes que o xingavam pela extrema dedicação a um time tão pobre chamado pelos rivais de "Farrapo Humano". Com o crescimento do Santa Cruz, Severino José do Nascimento tornou-se o roupeiro "Cão" e entrou para a história do clube por ter sido o primeiro a desempenhar essa função. Ele faleceu no início da década de 80.