Pesquise no blog

Seguidores

quinta-feira, 15 de julho de 2021

Rubens Salim


Rubens Salim nasceu no dia 14 de julho de 1946, em São José do Rio Preto - SP. Iniciou a carreira no Noroeste de Bauru em 1966, entre 1968 e 1970 defendeu o Santa Cruz. Atuou também no Fortaleza, CRB, América Sport e Campinense.

 

sexta-feira, 2 de abril de 2021

Paulo Galvão

 

Paulo Galvão (centro) treinando para disputas de ultramaratona.
Foto: Ação & Aventura - 2017

Paulo Galvão nasceu no Amazonas, no dia 02 de Abril de 1955. Era zagueiro e atuou no Santa Cruz na década de 80. Depois que encerrou a carreira em 1990, 
fixou residência no Recife e tornou-se atleta de ultramaratona.

sexta-feira, 12 de março de 2021

Santa Cruz Bicampeão de 1979 - Gol de Carlos Alberto Barbosa

O Santa venceu o Náutico por 3x1 no dia 23 de setembro de 1979, aqui o terceiro gol marcado pelo saudoso Carlos Alberto Barbosa no finalzinho do jogo. A narração é do inesquecível Ivan Lima.

sexta-feira, 1 de janeiro de 2021

10 CURIOSIDADES SOBRE O SANTA CRUZ QUE VOCÊ, PROVAVELMENTE, NÃO SABIA

1 – O Santa Cruz foi o primeiro clube do mundo a colocar o nome do atleta nos uniformes. As duas fotos abaixo, de 1936 e 1937, mostram os uniformes com os nomes dos atletas na parte frontal, lado esquerdo do peito.



2 – As três cores do uniforme do Santa Cruz foram inspiradas na antiga bandeira da Alemanha.

Existe uma versão, equivocada, que diz que o uniforme coral do Santa Cruz teria sido inspirado numa antiga camisa coral do Flamengo de 1915. Entretanto, em 1975, em entrevista concedida a revista Placar, o último fundador vivo do Santa Cruz, Luiz Barbalho, deu a versão correta: em 1915, quando o Santa Cruz foi obrigado a mudar o seu padrão alvinegro porque o Flamengo do Recife era mais antigo e tinha essas cores, os fundadores do clube coral, que eram quase todos estudantes do Colégio Salesiano, um reduto de “germanófilos”, decidiram adicionar o vermelho para que a bandeira do Santa Cruz ficasse igual a da Alemanha. Cabe lembrar que em 1915 a bandeira alemã era diferente da atual, veja na imagem abaixo.

Revista Placar -  24 de Janeiro de 1975
Para ler as postagens de jornais e revistas do Arquivo Coral siga essas dicas: clique na imagem com o botão direito do  mouse, depois  clique em   “Abrir em nova aba” ou "Abrir link   em  nova guia". Clicando na nova  aba  que abrir a imagem  poderá  ser  ampliada ao máximo facilitando a leitura.

Foto: Wikipédia

3 – O Santa Cruz protagonizou a “Excursão da Morte” que vitimou dois atletas.

A chamada “excursão da morte” foi uma aventura que o Santa Cruz realizou em 1943 pela região norte do Brasil. Nessa excursão, o jogador Pedrinho foi preso e obrigado a casar (força de uma ordem judicial) por ter desvirginado uma garota de 17 anos. A grande tragédia dessa aventura, entretanto, foi a morte de dois atletas do América que estavam emprestados ao Santa Cruz, King e Papeira, de febre tifo. A viagem até o Pará também teve momentos de tensão no mar, pois submarinos alemães rondavam a costa brasileira e o perigo de um ataque assombrava passageiros e tripulantes do Vapor Pará que viajou escoltado por dois navios da marinha de guerra brasileira.

Revista Placar - 1979
Clique aqui e leia a matéria completa.

Os atletas King (em pé) e Papeira (agachado) destacados na foto. Os dois, que perderam a vida defendendo o Santa Cruz, nunca foram homenageados pelo clube.

4 – O Santa Cruz venceu nove seleções

Ao longo da sua história o Santa Cruz realizou vários amistosos, muitos deles contra seleções de diversos países incluindo a seleção principal do Brasil, comandada por Leônidas da Silva e a Seleção Olímpica. Segue a lista completa:

Santa Cruz 3x2 Seleção Brasileira–10/10/1934

Santa Cruz 1x0 Seleção Brasileira Olímpica–07/06/1972

Santa Cruz 4 x0 Tchecoslováquia –07/02/1979

Santa Cruz 5x1 Kuwait –01/03/1979

Santa Cruz 3x0 Bahrein–08/03/1979

Santa Cruz 4x0 Catar –11/03/1979

Santa Cruz 3x0 Emirados Árabes –17/03/1979

Santa Cruz 4x2  Romênia –30/03/1979

Santa Cruz 5x1 Honduras –12/02/1999


5 – A Seleção do Irã jogou com o uniforme do Santa Cruz

Em 1972, por ocasião da comemoração do Sesquicentenário da Independência do Brasil, A CBD (atual CBF), criou uma competição internacional, a “Copa da Independência”, envolvendo vinte seleções do mundo. Vários jogos foram realizados no Recife, no estádio do Arruda, que foi reformado especialmente para receber jogos dessa competição. Na primeira rodada, realizada no dia 11 de junho, ocorreu um fato curioso: Irã e Irlanda entraram em campo para se enfrentar, mas as duas seleções tinham uniformes da mesma cor, verde. A solução encontrada pela seleção do Irã para resolver o impasse foi bem inusitada: eles resolveram adotar o uniforme do time campeão pernambucano da época, o Santa Cruz. Assim foi feito. Confira nas fotos abaixo:



6 – A Seleção Brasileira já tirou foto com o uniforme do Santa Cruz

Em 1976 a Seleção Olímpica Brasileira fez um jogo amistoso no Recife, quando estava treinando no Arruda resolveu homenagear o Santa Cruz, campeão estadual daquele ano, posando para uma foto oficial vestindo o uniforme do Santa. Abaixo a foto histórica:


7 – O Santa Cruz é detentor da honraria Fita Azul

A Fita Azul era uma honraria concedida pela CBF a clubes brasileiros que excursionavam pelo exterior e permaneciam invictos. Em 1979 o Santa Cruz realizou 12 partidas entre o Oriente médio e a Europa e não perdeu nenhum jogo conquistando a distinta honraria.

01/03, Kuwait: Santa Cruz 5 x 1 Seleção do Kuwait
06/03, Kuwait: Santa Cruz 1 x 1 Seleção do Kuwait
08/03, Bahrein: Santa Cruz 3 x 0 Seleção do Bahrein
11/03, Catar: Santa Cruz 4 x 0 Seleção do Catar
13/03, Catar: Santa Cruz 4 x 1 Seleção do Catar
14/03, EAU: Santa Cruz 2 x 1 Seleção de Dubai
17/03, EAU: Santa Cruz 3 x 0 Seleção de Abu Dhabi
18/03, EAU: Santa Cruz 3 x 0 Al Ain
20/03, EAU: Santa Cruz 6 x 2 Nasser Sport Club
22/03, Arabia Saudita: Santa Cruz 3 x 0 Al-Hilal
30/03, Romênia: Santa Cruz 4 x 2 Seleção da Romênia
01/04, França: Santa Cruz 2 x 2 Paris Saint-Germain

8 – O Santa Cruz é recordista de partidas invictas em uma só edição da Série A

Em 1978 o Santa Cruz ficou 27 partidas sem perder, marca não superada até hoje.

Mais detalhes aqui 

9 – O Escudo do Santa foi plagiado na saga Herry Potter

O escudo do Santa Cruz, criado por Teófilo Carvalho em 1914, é um dos orgulhos do clube, a silhueta do emblema foi inspirada em uma âncora e se eternizou em diversas variações. Em 1997 nasceu a saga Harry Potter e com ela um plágio: observe o brasão Hogwarts e note que ele é exatamente igual a silhueta do escudo do Santa Cruz que não tem um formato comum. PS: outra curiosidade é que o brasão traz um leão (Grifinória) e uma cobra (Sonserina)  se encarando.


Hogwarts e note que ele é exatamente igual a silhueta do escudo do Santa Cruz que não tem um formato comum. PS: outra curiosidade é que o brasão traz um leão (Grifinória) e uma cobra (Sonserina)  se encarando.

 

10 – O Poeta João Cabral de Melo Neto jogou no Santa e ganhou título

Em 1935, o jovem João Cabral de Melo Neto jogou no time juvenil do Santa sagrando-se Campeão Pernambucano Juvenil. O célebre poeta, entretanto, era torcedor do América.

João Cabral de Melo Neto em destaque na foto.