Pesquise no blog

Visitantes Corais

quarta-feira, 22 de fevereiro de 2012

Gena - 1973 - 2011

Genival Barros de Costa Lima, o “Gena”, nasceu no Recife no dia 11 de maio de 1943. Foi um fantástico lateral-direito, um dos melhores que já atuaram pelo Santa Cruz. Tem a incrível marca de onze títulos consecutivos do Campeonato Pernambucano. Foi Hexa pelo Náutico e em seguida, Penta pelo Santa Cruz ganhando os títulos de 1969 à 1973. 

Camisas - 1972

Clique aqui e veja o time  de 1972

Camisas - 1973

Cuíca - 1970

João José Venceslau, o “Cuíca”, nasceu em Recife no dia 13 de outubro de 1947. Começo no futebol em 1963, no Cacique, um time amador do bairro do Zumbi, Recife. Em 1964 ingressou nas categorias de base do Santa Cruz sendo campeão juvenil, no ano seguinte, e bicampeão de aspirantes entre 1966 e 1967. Pelo time profissional do Santa Cruz, foi tetracampeão jogando até o ano de 1973, quando passou no vestibular de Educação Física e largou a equipe Coral. Cuíca jogou, ainda, uma temporada pelo América onde encerrou sua carreira. Cuíca marcou um dos gols da final do pernambucano de 1970 e em 1971 fez o gol do título. As duas grandes conquistas foram em cima do Sport. Após encerrar a carreira de atleta, Cuíca atuou por vários anos como árbitro de futebol.

Fontes: Jornal do Comércio – Blog Santa Cruz História e Glória

Mazinho - 1975-1977

Alvimar Eustáquio de Oliveira, o "Mazinho", nasceu em Belo Horizonte-MG, no dia 20 de Fevereiro de 1948. Esse habilidoso atacante chegou ao Santa Cruz, aos 29 anos, em 1975, desacreditado. Além do mais, o técnico do Santa, na época, era Ênio Andrade o responsável pela saída dele do Grêmio. No Recife, Mazinho teve um começo difícil, passou por contusões mas acabou se firmando e virando ídolo. Ficou conhecido na época como "O Deus de Ébano".

Paulo Barroco - 1980

Paulo Roberto Oliveira Barroco, o “Paulo Barroco”, nasceu em Rio Grande – RS, no dia 28 de outubro de 1952. Revelado pelo Rio Grande, time de sua cidade natal, atuava como lateral esquerdo e também como quarto-zagueiro.  Jogou no Santa Cruz no início da década de 80. Paulo Barroco encerrou sua carreira em 1988 jogando pelo time que o revelou.