Pesquise no blog

Visitantes Corais

terça-feira, 2 de março de 2010

Paraíba, "O Canhão do Arruda".

Paraíba com familiares - 2009
Zé do Carmo comandando a homenagem a Paraíba, em 1983
Em destaque, Paraíba no time campeão de 1957
Paraíba, então guarda civil, sendo socorrido depois da explosão ocorrida no dia 25 de julho de 1966

Sebastião Tomaz de Aquino nasceu em Ingá/PB em 1931. Chegou ao Arruda aos 18 anos de idade e passou cinco temporadas vestindo a camisa tricolor. Logo depois se transferiu para o São Paulo/SP, teve uma passagem pelo Salgueiros/Portugal e voltou ao Mundão em 1957 para conquistar seu primeiro título no clube que aprendeu a amar desde criança. Foi apelidado como o "Canhão do Arruda" pelo chute forte que tinha. Vestindo o manto coral, marcou nada menos que 105 gols e ficou eternizado como um dos maiores craques da história do clube das três cores.
Além das passagens marcantes pelo São Paulo e pelo Santa Cruz, Paraíba ficou marcado por outro acontecimento em sua história. Em 1966, quando trabalhava como guarda civil no Aeroporto dos Guararapes, achou uma maleta perdida no saguão e resolveu levar a mesma para a seção de achados e perdidos. Após apenas dois passos a maleta explodiu, matando diversas pessoas e deixando o ex-jogador sem uma das suas pernas. Mais tarde se descobriu que a explosão havia sido um atentado terrorista contra a campanha do presidente Costa e Silva.

Fonte: Coralnet

Atualizado dia 29 de Maio de 2017

Paraíba faleceu no dia 29 de maio de 2017 no Recife.

0 comentários:

Postar um comentário

Todos os comentários passam por moderação e serão ou não publicados de acordo com a avaliação do moderador.