Pesquise no blog

Visitantes Corais

domingo, 28 de março de 2010

Torcedores ilustres - Bajado

Bajado - 1991 - Foto: Clóvis Campelo
Foto: Revista Placar - 1986

Euclides Francisco Amâncio, o “Bajado”, foi um festejado artista popular da cidade de Olinda. Nascido no dia 09 de Dezembro de 1912, na cidade de Maraial-PE, viveu em Catende-PE onde trabalhava pintando cartazes de filmes para o cinema local até se mudar para o Recife, em 1934. Seu contato com o carnaval deu-se por intermédio do bloco “Os Donzelinhos dos Milagres”.
A partir de então, Bajado passou a retratar os inúmeros blocos e troças carnavalescas da cidade de Olinda. Foi um dos fundadores do “Movimento Artístico da Ribeira” criado em 1964 para divulgar os trabalhos dos artistas populares de Olinda. As obras de Bajado eram comercializadas apenas na cidade de Olinda e ficavam expostas em estabelecimentos comerciais, sedes de agremiações carnavalescas e em diversas residências. Bastante humilde, nunca se preocupou em divulgar seus quadros.
A ponte entre Bajado e as galerias de arte aconteceu quando um italiano, Giuseppe Bacaro, percebendo o talento do artista, começou a agenciá-lo. Bajado passou a ser tratado como um artista importante e expôs em galerias de diversas capitais brasileiras. Usando o sugestivo slogan: “Bajado, um artista de Olinda”, ele ganhou o mundo com sua arte sendo homenageado, inclusive, pela UNESCO, em 1994. Bajado faleceu em 1996, aos 84 anos, em sua residência, na rua do Amparo, Olinda.
Bajado era um artista do povo, deve ser por esse motivo que ele era um fervoroso torcedor do time do povo, o Santa Cruz. Abaixo, algumas obras do artista em que ele homenageia o seu time do coração. Um dos quadros é inteiramente dedicado ao Santa Cruz. Nos outros, sempre aparece algum personagem com a camisa tricolor, uma indicação subliminar da sua paixão pelo clube.




3 comentários:

blogger disse...

Muito bomm uma estoria como a de outros artistas que estão a percorrer esse mundo com suas artes a espera de uma chance para demonstrar seu valor e talento ,brasil terra de alma viva ....flavia lima

Anônimo disse...

Era para a diretoria do Santa Cruz homenagear esses ilustres santacruzenses, ofertando, por intermédio de parcerias com a fornecedora do matrial (camisas) utilizads pelo clube, além de uma placa (não precisaria ser de prata) enaltecendo suas qualidades, enquanto vivo, ao prórpio, de preferência no Arruda, se morto, fazer entrega a uma pessoa da família. Pensemos nisso, uma vez que são tantos torcedores famosos e que sentem de torcer pelo Santa CRuz Futebol Clube, o Clube das Multidões.

Francisco Elmes Elmes disse...

Postemos em nosso blog a mesma matéria http://agrestemix.blogspot.com.br/

Postar um comentário

Todos os comentários passam por moderação e serão ou não publicados de acordo com a avaliação do moderador.